Crítica: Se Beber, Não Case!


Sinopse: Durante uma despedida de solteiro em Las Vegas, um grupo de amigos, depois uma noite de bebedeira, perde o noivo. Agora eles têm poucas horas para encontrá-lo antes do casamento. (Omelete)

Nunca é tarde pra se ver um filme né? Dois meses depois da estreia, “Se Beber, Não Case!” ainda está em cartaz no cinema daqui da cidade. Eu estava meio que relutando em assisti-lo. A cópia disponível aqui é a dublada. Ia esperar o lançamento em DVD para poder então ver com áudio original. Como estava lá no shopping sem fazer nada mesmo e todos os outros filmes eu já havia visto, comprei um ingresso para assisti-lo.

Nem os realizadores do filme sabem o porquê desta comédia totalmente despretenciosa ter estourado lá nos Estados Unidos. Quando é para ser, acontece. E acontece que o texto do filme é altamente divertido. Costumo dizer que eu sou muito chato quando assisto a dois tipos de filmes, e comédia é um deles. Qual é o intuito de um filme de comédia? Fazer o espectador rir. E se ele me faz rir é porque algo de bom nele há.

E, gente, ri de dar gargalhadas. Teve gente na sala de projeção que quase se desmontou. As diversas situações apresentadas ao longo do filme são altamente absurdas. E foi com nisso que os roteiristas apostaram: escrever o absurdo e tratá-lo como se fosse real. E a dublagem do filme não me afetou muito. Dublar é uma arte à parte. Merece tese de doutorado.

O filme, obviamente, é direcionado para o público masculino. A história gira em torno de quatro amigos que vão para uma despedida de solteiro. As mulheres presentes no filme são odiosas e manipuladoras. A única que presta, é simpática e parece ser do bem, é uma prostituta que se casa com um dos amigos, enquanto todos estavam altos e de ressaca (o nome do filme em inglês é The Hangover que, traduzido ao pé da letra, quer dizer “A Ressaca”). Mas as mulheres podem ir e assistir ao filme também. Haverá outros motivos para darem risada!

Não vi filmes anteriores do diretor Todd Phillips, então nem posso fazer uma análise com seus trabalhos anteriores. Pelo que li, ele tenta se firmar como um diretor da nova comédia americana. Achei a direção meio perdida, meio que se esforçando para contar a história do filme, de maneira a não perder certos tempos das piadas. Mas em “Se Beber, Não Case!” você pode encontrar um pouco de tudo, além de risadas, piadas e situações engraçadas. Existe mistério (onde está o noivo?), cenas de ação e de suspense. Um legítimo filme de Las Vegas, sobre Las Vegas. É o que dizem: “O que acontece e Las Vegas, fica em Las Vegas”.

Se Beber, Não Case! (The Hangover), distribuído por Warner Bros., um filme de Todd Phillips, com roteiro de Jon Lucas e Scott Moore, com Bradley Cooper, Ed Helms, Zach Galifianakis, Justin Bartha, Heater Graham, Sasha Barrese, Comédia, 100 min., inadequado para menores de 14 anos.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. pporto disse:

    muita vontade de ver esse filme..
    todo mundo que viu.. acaba falando que morreu de rir.. kk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s